Opinião – Aníbal Coutinho

brinde à aliança

Aconteceu em Manchester, Estocolmo, Londres, Berlim, Nice, Bruxelas, depois de Paris. Na Síria, no Iraque e noutros países africanos e do Médio Oriente acontece ainda com mais frequência. Um homem, mulher, criança como instrumentos explosivos de destruição em massa; pode ser um carro armadilhado. Em nome de quê, de quem, de que futuro sustentável em que todos possamos caber e viver em harmonia? Continuam as lutas religiosas; reconheçamos, após a visita de Francisco a Fátima no Centenário das Aparições, que não pararam desde os tempos de Cristo. Se dura há dois mil anos, então também estamos envolvidos, também somos ou já fomos atores. Não estamos longe. Sobretudo vivemos numa comunidade com a qual devemos buscar harmonia pelo respeito e pela integração. Os extremos explodem pela ignorância e ausência de proximidade e interesse pelos outros. Já se aproximou de vizinhos com outras cores e credos? Aproveite todos os momentos que possa para olhar à sua volta e saborear as diferenças.
Um copo de vinho, brindando à harmonia e à felicidade, pode ser a ponte tão necessária. Melhor ainda se for com o espumante branco DOC Baga Bairrada Aliança Reserva Bruto de 2014, Prémio Excelência Uva de Ouro.

“Um copo de vinho, brindando à harmonia e à felicidade, pode ser a ponte tão necessária.”